Urzúa, último grito para corregir